Atividades sugeridas

Atividades para trabalhar a autoestima

Estas sugestões de atividades estão separadas por ano, mas podem ser adaptadas de acordo com a necessidade de cada turma.

Proponha que, no final das aulas, todos cantem músicas cuja mensagem seja de otimismo, como a música “O que é, o que é”, de Gonzaguinha.

1º ano

Peça que façam um desenho para ilustrar o próprio nome. Eles poderão desenhar as letras, pintá-las e enfeitá-las em papel próprio para desenho.

2º ano

Incentive-os a conhecer a história de seu nome: o que significa, quem o escolheu, por que foi escolhido.

3º ano

Organize os alunos em duplas (escolhidas por eles) e peça que listem três qualidades do colega. Depois disso, eles devem ler em voz alta as qualidades listadas e, para finalizar, registrá-las num papel, que será entregue ao colega junto com um abraço.

4º ano

Proponha a criação do Dia do Otimismo: escolham um dia da semana e, nesse dia, todos deverão sorrir, cumprimentar quem encontrem, desejar-lhe bom dia, boa sorte, felicidades etc.

5º ano

Pratiquem o elogio. Todos devem receber elogios (pais, professores, alunos, funcionários etc.).

Dinâmica para trabalhar a autoestima

Objetivo: melhorar a autoestima por meio do autoconhecimento e do entrosamento da turma.
Tempo: variável de acordo com a realidade de cada turma.
Material: papel colorido, canetas coloridas e fita adesiva.

Desenvolvimento

Cada aluno deve cortar duas tiras de papel colorido e escrever nelas, com caneta colorida, a frase: “Você faz a diferença para mim!”.

Em seguida, um aluno por vez, deverá escolher um colega da turma para entregar a tira de papel, explicando o porquê de sua admiração ou afeto e por que essa pessoa faz a diferença para ele.

O colega escolhido, então, deverá fazer o mesmo com outro colega, e assim por diante, até que todos tenham recebido uma tira de papel com a inscrição “Você faz a diferença para mim!”.

Após o fim da dinâmica, promova um momento de diálogo: todos terão a oportunidade de trocar ideias sobre a atividade: o que sentiram; no que pensaram etc.

Caso considere adequado, sugira aos alunos que se abracem, fortalecendo os laços que foram estabelecidos durante a dinâmica. Para terminar, peça a cada um que entregue a tira de papel restante para algum familiar ou amigo de fora da escola.

Conclusão

Muitas vezes prestamos mais atenção nos defeitos dos outros do que nas qualidades. E poucas vezes percebemos nossas próprias qualidades e nosso potencial. Cada pessoa é um ser único, com suas qualidades e limitações, e é justamente essa a grande diferença que faz a diferença!